Mulher tenta acariciar gambá e leva esguicho fedido.

Miau?

Já era madrugada quando uma mulher da cidade de Mount Carmel, Pensilvânia (EUA) terminava o jogo de pôquer on-line. Depois de notar algo se mexendo na sala, pensou ser o gato do vizinho e o chamou para fazer um carinho. Ao se aproximar, a moradora percebeu que não se tratava de um gato, mas sim de um gambá. Ela acabou se assustando e o animal também, que deu um forte esguicho de líquido fétido.

Mesmo cheirando mal, a mulher chamou a polícia para retirar o pobre bicho. Segundo ela, a casa ficou com um cheiro horrível. Apesar de tudo e bem humorada, falou que o fato não foi assim tão ruim. "Poderia ter sido pior, eu acho. Poderia ter sido um cão com raiva, ou um gambá com raiva. Ele não me mordeu, apenas esguichou em mim e na casa", declarou a um jornal local. O carpete ficou, segundo avaliação da dona-de-casa, "irrecuperável".

Assim como o gambá-comum que é encontrado no Brasil, o gambá americano chamado de "striped skunk", não cheira mal tempo todo. Apenas utiliza essa "arma" quando está em situações que entende como perigosas, para repelir o inimigo. Ele então expele um líquido de cheiro forte e fedido, que pode até provocar enjôos no suposto atacante. A secreção é expelida por glândulas na região anal e pode alcançar até três metros de distância.

Os gambás também usam o mau cheiro para namorar. O odor que os outros animais consideram ruim, para nós funciona como um afrodisíaco.

Continua tudo normal no mundo animal.

Fucei na
FolhaOnline.

Nenhum comentário: