Blumenau e as enchentes de 1983 e 1984.

Tudo aconteceu a vinte e cinco anos e quem estava lá não esquece como foi difícil viver em Blumenau durante as cheias de 1983 e 1984.

Em 83, as chuvas começaram por volta de 05 de julho e continuaram sem parar pelos dias subseqüentes. Dia 09 o rio atinge o nível máximo, 15 metros e 34 centímetros.

Veja na imagem como foi a situação lá em casa.

Em casa, 1983.

Em 84 a história se repete. Após muita chuva, no dia 07 de agosto o Rio Itajaí-Açu atinge a marca de 15 metros e 46 centímetros, doze a mais que o ano anterior.

Veja imagens de Blumenau hoje e nas cheias de 1984.


Rua XV de Novembro, vista da Igreja Matriz.


Rua XV de Novembro, Banco do Brasil.


Avenida Beira Rio, ao lado do Castelinho.


Rua XV de novembro, Lojas Hering (hoje, Shoping H).


Rua Sete de Setembro, imediações do Hotel Glória.


Avenida Beira Rio, vista da ponte da Ponta Aguda.

Apesar de toda agonia, acredito que os blumenauenses souberam tirar dessa tragédia lições que fortaleceram seu caráter. Hoje estamos mais fortes, preparados e não nos abatemos com situações difíceis.

Sem falar que depois disso tudo veio a Oktoberfest. Mas aí é outro post.

Fotos das enchentes: Acervo Foto Hélio. Fotos de Blumenau: Gambá.

35 comentários:

Anônimo disse...

Ficou muito bom a comparação das imagens.

Gambá disse...

Obrigado anonimo. obrigado pela visita no blog e apareça sempre.

Anônimo disse...

nossa gambá...adorei seu post...
com estas chuvas desta semana resolvi entrar e informar sobre o assunto...
suas comparaçoes de fotos ficaram o máximo!

Gambá disse...

Caro visitante...

Realmente, com essas chuvas, melhor mesmo é se inteirar do assunto. Mas, acredito que não precisamos nos preocupar. Obrigado pela visita e apareça sempre.

Abraços

andre disse...

meu deus cara essas fotos ai matarão a pau será q vai dar de novo ou pior
tomara a deus qq naum

Gambá disse...

Caro André....Acho que não temos com o que nos preocupar...como diz um amigo meu: "essa vai bater na trave"... É bom lembrar que não importa muito se chove em Blumenau, mas sim no Alto Vale do Itajaí, na região onde estão concentradas as barragens de José Boitex, Itouporanga e Taió.
Abraços

Anônimo disse...

Será q não temos q nos preocupar mesmo? Olha o caos q foi hj???

Gambá disse...

Caro visitante...apesar do caos na região, não chove forte no alto vale catarinense e as barragens ainda não estão na capacidade máxima, o que é bom, pois diminui o risco de chegar a uma "grande" enchente...a situação é diferente agora porque a terra já não aceita mais água...as encostas encharcadas, não aguentam o seu próprio peso e acabam vindo abaixo...Claro que devemos ficar preocupados, mas também devemos manter a calma...vamos esperar que as autoridades fiquem atentas e façam o que for preciso para socorrer a população...boa sorte a todos.

Anônimo disse...

Se nao para de chover na Regiao como a agua vai baixar em blumenau ja esta quase 11m, ta tudo embaixo da água, em Indaial Choveu hj o dia inteiro. Será que nao precisa se preocupar mesmo??

Anônimo disse...

Da qui a pouca tah ehm 12metros o rio tem certeza que nao devosmos nos procupra muitas mortes já ocorream e nao é pra agente se prucupra ah fala serio!!
By:Anônimo

Anônimo disse...

Eu sou de Itajaí,aqui estamos perecendo 85% da cidade está alagada e falta água potável,alimento,colchões,cobertores e muito mais.Estamos precisando de ajuda.

Eduardo disse...

hoje estou em São Paulo - mas minha familia continua toda em Itajai, me lembro claramente das enchentes de 83 e 84 bemn como de outras isoladas em regiões especificas como no morro do jacu perto de joinvile e em botuverá onde estive durante a epoca das enhentes, lamento muito o que vem acontecendo e definitivamente temos que nos preocuparmos muito sim, estou hoje aqui pensando seriamente em voltar pra ver se posso ser de alguma ajuda consegui apenas hoje falar com meus parentes e saber que apesar da catastrofe eles estão bem tenho certeza de que toda a região do auto vale do itajai ira se recuperar, mas definitivamente a dor de perder tudo o que se tem é muito grande e as sequelas do susto e da agonia das pessoas fica gravado na mente e na alma, ainda sinto o cheiro do lodo nas casas e nas ruas, e ainda sinto a tristeza de ter perdido tudo´, desejo muita força a todos que estão ai e com certeza desejo toda a sorte o possivel, ainda mais agora com a noticia deste ciclone que esta por vir, pra quem conhece as consequencias deste tipo de coisa, sabe o que falo desejo força - fé - e sorte, pois todos irão precisar - Eduardo Schubert

Gambá disse...

Caro Eduardo...obrigado pelas palavras de apoio. Só espero que o ciclone não venha, porque senão estamos perdidos.

Abraços do Gambá

Fabio disse...

cara parece que estou em um cenario de guerra aqui !!!!!!

karlapipoca disse...

Então, parando prá pensar...já que tenho 30 anos...lembrei que qd pequena ter visto imagens iguais a estas que estão passando sobre as enchentes na área do vale do Itajaí, que me marcaram muito. aí qd entro no seu site relembro de tudo!!!!!!!!!!!!! já aconteceu antes e vai acontecer novamente. mesmo daqui, de Brasília, sinto muito mesmo...

ari m disse...

em 1995/96 blumenau foi a minha segunda cidade. ficava metade do mês em Blumenau e metade em SP. É muito triste ver a cidade dessa forma.

a região sempre sofreu com as chuvas, e com certeza sofrerá mais se nada for feito. Há alguma obra, alguma coisa para se evitar novamente esse desastre?

minha solidariedade a todos os catarinenses

Gambá disse...

Tem razão Fábio. A cena é mais ou menos essa. Algumas pessoas perderam tudo, inclusive o terreno onde vivem. Parece que a região sofreu um bombardeio.
Gambá

Gambá disse...

Karlapipoca, o que aconteceu nas enchentes de 1983 e 1984 não se compara ao que aconteceu agora. O que estamos passando aqui é muito pior. Bem pior. Ninguém jamais viu um evento desses.
A ordem agora é limpar e reconstruir. Daqui a cem dias, a partir de hoje que voltamos a ter água nas torneiras, você verá como tudo mudou.
Abraços do Gambá

Gambá disse...

Caro Ari M. Logo após as enchentes de 1983 e 1984 foi apresentado o projeto de construção de um canal em linha reta, desviando o curso do rio Itajai-Açu em direção ao mar, através de Itajaí e que supostamente daria maior vazão de água, evitando as cheias. O projeto se mostrou caro demais, coisa de centenas de milhões de dólares e foi engavetado. É sempre assim nas tragédias. Depois que elas acontecem, as pessoas se movimentam para não aconteça novamente, mas no fim acabam esquecendo.
Abraços

ari m disse...

O fato tende a repetir. Não vai adiantar apenas reconstruir a cidade. Este ano, em fevereiro a coisa já foi feia por aí.

será que em algum momento alguém fez um projeto para pelo menos diminuir o problema? Aprofundar a calha dos rios. Proibir construção em vários pontos críticos. mudar a regra de construção? outras cidades em outros países vivem problemas diferentes como no japão, mas trabalharam para que os acontecimentos da natureza não os afetem tanto? existe algum projeto?

ari m disse...

No meu edificio em sp (156 aptos) fiz uma coleta de roupas, e outros como: aspirador de pó, inalador (eu tinha dois em casa), e outras coisas que as pessoas deram. Está tudo indo pelos caminhões da Editora Abril que leva revistas e destinou 20% da carga para levar produtos para SC.

Nossa contribuição !

Gambá disse...

Caro Ari M.
Temos que entender algumas coisas. O que aconteceu agora, não se compara a 1983 e 1984. Essas enchentes vinham contra a correnteza, ou seja, a medida que o rio não tinha mais vazão, as águas começaram a subir. Agora em 2008 as águas subiram a partir de suas cabeceiras, foi na verdade uma super-enxurrada. Para você ter uma idéia, em 1983 fomos atingidos em casa(dentro) quando o nível do rio atingiu 12m34cm e em 2008 com 11m45cm. Não há lógica.
Outro fator a ser levado em conta é que em Blumenau chove sem parar desde agosto. Eu até brincava com meus amigos dizendo que Blumenau nesses últimos meses, só tinha dois climas: "Ou chove todo dia ou chove o dia todo". A terra estava encharcada, sem poder absorver mais água da chuva, aliás, os deslizamentos ocorreram por causa disso. Em cinco dias choveram mais de 400mm, essa quantidade é equivalente a quase três meses de chuvas em épocas normais.
Suas perguntas:
Projetos? Agora ainda no calor da situação, o prefeito disse que Blumenau vai ter que rever a ocupação do solo. Aprofundar a calha dos rios? As empresas que fazem extração de areia do rio Itajaí-Açu já estavam penando para conseguir o produto, fruto de anos de exploração desordenada. Inclusive foram multadas por retirarem areia muito próximas as margens, o que causava desbarrancamento.
Lembre-se, moramos no Brasil. Os problemas que o país tem (ocupações desordenadas, falta de projetos preventivos, dificuldade de recursos, desilusão política, etc) Blumenau também tem.

Só podemos contar com uma coisa. Brasileiros como você, que dispuseram um pouco do seu tempo para coletar doações e que atenderam o nosso pedido de socorro.

Sou testemunha de tudo o que está acontecendo, a situação é MUITO GRAVE MESMO, como todos podem ver nos telejornais. Algumas pessoas perderam tudo, seus familiares, terrenos, casas, móveis, o lugar onde trabalhavam, e até as lembranças, como as fotos de família. Para eles está muito difícil recomeçar. Todos perguntam. Recomeçar por onde? Como?
Agora temos que ajudar uns aos outros. Ainda estamos desorientados, sem saber onde ir ou o que fazer. Mas tenho certeza de que ninguém vai desistir.

Um grande abraço do Gambá de Blumenau e mais uma vez: OBRIGADO BRASIL.

Anna disse...

aki fika a pergunta...
...não teria sido melhor ou pelo menos um pouco pior, gastar 100 milhoes em prevençao, do q gastar milhoes e milhoes na reconstruçao, alem d gastar tempo, perder familiares, casas...etc; fora o q os portos de santa catarina estoa deixandu d ganhar....eh um prejuizo que poderia ter sido minimizado, se autoridades devessem o devido valor a populaçao!
Se o fato tende a se repetir, por que não prevenir?...
E tb vale um apelo a populaçao, e o desmatamento como fica? vão continuar plantando banana nas encostas dos morros?
Ta na hora da conscientizaçao. Se não for pelo bem, vai ser pelo mal.

Gambá disse...

Anna...realmente investir em prevenção é sempre o melhor negócio, mas se a população não ficar atenta e exigir, tudo cairá no esquecimento. Lembre-se, moramos no Brasil. Aqui se dá uma procuração (voto) a um político e depois ninguém quer ter o trabalho de fiscalizar seus atos e cobrar ações efetivas.

Quanto aos desmatamentos, é importante combatê-los sim. Mas ainda não podemos relacionar esse fato com os deslizamentos que aconteceram aqui. Algumas áreas de floresta nativa também vieram abaixo devido ao solo encharcado por três meses de chuva. O próprio peso das árvores contribui para que isso acontecesse. Foi o efeito gravidade.

No caso das bananeiras, realmente é um fato lamentável. Esse tipo de planta retem as água que descem nas encostas em dias de chuva, o que deixa o solo ainda mais úmido. Geralmente são plantados por pessoas de baixa renda para economizar alguns reais na feira. Para alguns, as bananas agora estão saindo caro.
Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

Alguem sabe quando o abastecimento de gás vai voltar ao normal?
Abraços !!

Anônimo disse...

No morro do bau eles nao plantavam banana pra economizar na feira, eles plantavam pra vender pra supermercados da regiao. Além disso os desmoronamentos, na maioria dos casos, nao foi provocado por desmatamento, foi provocado devido aos altos indices de chuva que tivemos durante 3 meses isso deixou o solo saturado, nao podendo absorver água. Quando venho o dilúvio nao se pode fazer nda pq foi um fato inesperado por todos.

Gambá disse...

Caro visitante...realmente no Morro do Baú e na região de Luis Alves as plantações de bananas tem finalidade comercial...mas me referi aos locais de área de risco onde moram pessoas de baixa renda.

Quanto ao gás, não sei dizer...

Anônimo disse...

EU JA FUI EM BLUMENAU , NA FESTA DO CHOPP, TRES VEZES
EM 1988, 1990 E 91, ADOREI O POVO DE BLUMENAU, O LUGAR. ATE POENSEI EM IR MORAR . MAS AGORA, TENHO OUTRA IDEIA.mAS, FICO TRISTE EM VER A TRAGEDIA.

Ana Maria disse...

Eu tb ja fui varias vezes ai na oktoberfest , confesso estar triste e chateada do que vem acontecendo ai.Qdo eu fui, adorei o povo~lojistas, Não me deixava sair de dentro da loja, para um papo legal.Será que seria por pecado, estar acontecendo tudo isso?vai saber ne.E enqto isso, o povo do nosdeste morrendo de sede, por causa da seca. De um lado enchancando de água, e o outro sem.
Devia manda um tando de água de santa catarina, para o nordeste. não acha.É meus caros, o mundo está mesmo no fim.Con tudo isso acontecendo.Na primeira vez que eu fui em blumenau, na oktober, eu conheci um cara que dizia ser medico urolista, chamado Roberto Bertolussi.Vc conhece?
Meu nome: Ana Maria

RODRIGO DA ROCHA disse...

nossa que legal essa comparação gostei muitoooooooooooooo
nasci dia 06 \ 08\ 1984 nessa enchente gostei muito de saber como foi.

RODRIGO DA ROCHA

thelirou disse...

Infelizmente estamso quase revivendo isto....

Sonia disse...

Estou em flops e penso na minha casa que e vizinha da Associação do Samae. Em 95 meus vizinhos moraram comigo e não tivemos 14m. Estou hiper mega preocupada...

Anônimo disse...

Alguém sabe exatamente quanto o rio chegou nessa ocasião?

Anônimo disse...

Oiii, a enchente de 1983 atingiu 16,20 e não 15,46... abraços de luz

Anônimo disse...

Bacana...mas assustador...