O Monumento do Lula.



Não quero bancar o Gambá tinhoso, mas sempre que vou visitar as capivaras da foz do ribeirão Garcia, a melancolia toma conta de mim quando passo por esse monumento que simplificando diz o seguinte: Uma homenagem do povo de Blumenau, ao Lula que passou por aqui, tomou um chope na Oktober, ou melhor, vários e depois se mandou.
Logo eu que adoro a festa não estava lá nesse dia.
Já Pensou? Eu e o presidente tomando todas. Nem quero imaginar.

Bom, mas talvez até tenha sido melhor assim, porque o chope do Lula não desceu legal, pois mais tarde o jornalista americano Larry Rohter fez uma reportagem para o New York Times, narrando a preocupação com o hábito etílico de nosso Presidente e que acabou na maior confusão. A foto que estampa a capa do jornal me parece que foi tirada nesse dia.

Voltando ao assunto, penso que o monumento teria um melhor propósito, se na ocasião nosso presidente estivesse inaugurando o Hospital Universitário ou marcando o início das obras de duplicação da BR 470, então eu não estaria assim.
Não vou falar de prefeito A ou B ou questionar o trabalho do artista, mesmo porque sou apenas um gambá e não crítico de arte, mas acho que os recursos investidos nele poderiam equipar alguma escola pública com pelo menos dois computadores e oportunizar inclusão digital às crianças ou no posto de saúde do bairro para informatizar o agendamento das consultas médicas da população.


Melhor mesmo é deixar tudo como está, afinal ele está ali para nos lembrar alguma coisa.

Depois o fedido sou eu.


Um comentário:

Perolas Políticas disse...

Topas uma parceria conosco ?
www.perolaspoliticas.com