Universitários comem gato para protestar contra matança de animais.

Tento ser menos implicante com os humanos, mas então me aparece uma notícia dessas.


Era só o que me faltava.

O Jornal The Copenhagen Post revelou esta semana que um grupo de universitários dinamarqueses teve suas contas canceladas no site de relacionamentos facebook depois de terem publicado fotos em que apareciam degustando um gato. É isso mesmo, um gato.

Os estudantes afirmam ter cozinhado e comido um gato em sinal de protesto contra o abate de porcos, vacas e outros animais para consumo e que o objetivo era mostrar a hipocrisia de comer a carne de animais maltratados, mas dar tanta importância aos bichos de estimação.

"Por que seria pior comer um gato do que um porco?", questionou um dos jovens.

Laura Mortensen, que faz parte do grupo envolvido, contou ao jornal Copenhagen Post que foi preciso "contar até três" antes de se sentarem para comer. "Mas cada um comeu um pouquinho", disse Laura.

Os estudantes não disseram como, mas garantem que o animal foi morto "humanamente" (seja lá o que isso quer dizer) e preparado por um chef profissional.

Cerca de trinta fotos foram retiradas pela administração do facebook, inclusive o perfil contendo uma receita de cozinha chamada “Litter Box”.

Ole Münster, diretor da RSPCA (entidade de defesa animal) na Dinamarca afirmou que esta é a pior maneira de chamar a atenção para o bem-estar animal.

O gato que o diga.

Só para constar. O gato na panela é apenas uma brincadeira de seu dono e não tem nada a ver com o fato.

Fucei no Terra.

Um comentário:

Strange Stranho disse...

Eu já comi. Ensopado com batatas. E achei uma delicia. Achava que era carne de coelho até que o cozinheiro,
enquanto eu ainda mastigava uma bela garfada do bichano, me mostrou a cabeça decepada do felino. Eu tinha uns 9 anos de idade e o cozinheiro era meu pai. Por isso hoje sou assim,estranho.